Jornalista que ‘fuzilou’ FHC em entrevista ironiza processo de impeachment de Dilma Rousseff; hipocrisia

Mehdi Hasan da Al Jazeera fez um vídeo ironizando o processo de impeachment da presidenta eleita Dilma Rousseff. “Não é ótimo que tantos políticos honestos, justos e corretos estejam se mobilizando contra a supostamente corrupta e criminosa Dilma? Bem, talvez não.”

O jornalista cita o interino Michel Temer, que está impedido de se candidatar por oitos anos por violar leis eleitorais. Ele também lembra que três ministros do atual governo já caíram por supostos recebimentos de propinas e obstrução de investigações.

“Perder um ministro por corrupção pode ser azar, perder dois, displicência, mas perder três é pura hipocrisia”, disse.

Hasan fala sobre Eduardo Cunha, que deveria estar comemorando o julgamento final de Dilma, mas está ocupado com o indiciamento no STF por, supostamente, ter recebido US$ 40.000.000,00 em propinas.

Mehdi não se esqueceu dos integrantes da Comissão do Impeachment na Câmara e lembrou que 37 dos 65 membros, mais da metade, são acusados de corrupção e outros crimes, além de lembrar que mais da metade dos deputados (303) são acusados por diversos crimes, dentre eles, homicídio e trabalho escravo.

O Senado não ficou de fora da análise. O jornalista relembra que 49 dos 81 senadores também estão envolvidos em escândalos.

“Vocês não têm espelho em casa?”, ironizou.

Hasan finaliza dizendo que está claro que o objetivo do processo de impeachment não é acabar com a corrupção, pois os políticos que querem afastar Dilma Rousseff são acusados pelos mesmos motivos, em alguns casos, muitos mais graves.

Al Jazeera – Essa semana, o Brasil deu mais um passo para remover Dilma Rousseff da presidência após o Senado votar pelo indiciamento da presidenta por, supostamente, ter violado leis fiscais.

Isso significa que o Senado dará prosseguimento ao afastamento definitivo de Dilma, que é esperado acontecer no final do mês. A presidenta diz que o processo em curso é um “golpe”.

Críticos do impeachment argumentam que muitos do que votaram pelo indiciamento de Dilma estão envolvidos em em casos de corrupção.

O jornalista Mehdi Hasan analisa o quão profunda é a corrupção no sistema político brasileiro.


Leia mais