Idiota oferece dinheiro para crianças gravarem seus professores e enviarem ao MBL

Parece que já não existe mais limite para os grupelhos que espalham nas redes sociais conteúdo ultraconservador. Nos últimos dias, pelo menos um jovem que se diz membro do Movimento Brasil Livre, o MBL, começou a oferecer dinheiro vivo para crianças que fizerem gravações dos próprios professores para exposição posterior deles.

14915698_1226525930728745_2947601849894968844_n

Em mais de uma publicação, esse sujeito forneceu o próprio e-mail e citou a quantia de R$ 150,00 para crianças que entregarem material que comprometa professores a respeito de suposta doutrinação ideológica, sem especificar exatamente o que seria isso. Sem presença nas escolas, adultos simpáticos ao MBL estão tentando convencer crianças, sem conhecimento dos seus pais ou responsáveis, a realizarem gravações secretas que sirvam à intenção de constranger educadores. O responsável pela oferta do dinheiro chegou a mencionar que somente receberiam o pagamento as crianças que entregassem vídeo com fala “doutrinadora”.





Nesse caso, é importante esclarecer que doutrinação para o MBL significa educação para o pensamento crítico e o respeito às diferenças. Quando professores, por exemplo, são simpáticos à realização de rezas dentro das salas de aula o MBL jamais se pronunciou. Tampouco acusam de doutrinadores aqueles que lecionam, ainda no ensino básico, que o livre-mercado é a chave para o sucesso de uma população pobre. Esse movimento só considera doutrinação as falas que fogem àquilo que é a sua própria posição ideológica, tentando constranger as divergências de opinião.Mais ainda, devemos notar que, além de todo assédio a menores de idade e professores, o MBL também parece abastado de muito dinheiro para sua campanha macarthista, anti-esquerdista, paranoica e extremamente útil às piores figuras políticas no poder. Quantos na população teriam R$ 150,00 para desembolsar em troca de vídeos entregues por crianças que filmam seus professores? O valor corresponde a quase 20% do salário mínimo vigente no Brasil.

Enquanto finge lutar contra uma conspiração de comunistas, o foco dos problemas reais do Brasil é desviado propositalmente para que tudo se mantenha como está. Precisamos estar alertas sobre isso. Devemos conversar com pais, educadores e com os alunos sobre as verdadeiras intenções do Movimento Brasil Livre.

Via Jean Wyllys


Leia mais