Em evento na capital paranaense, Vanessa Grazziotin e Roberto Requião exigirão que Michel Temer

Esmael Morais – Os senadores Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Roberto Requião (PMDB-PR) vão exigir na noite deste domingo (7), em Curitiba, que o interino Michel Temer (PMDB) deixe já a interinidade.

O apelo dar-se-á após nova citação de Temer em delação sobre recebimento de propina, agora da Odebrecht no valor de R$ 10 milhões. Antes, porém, um executivo da OAS disse que o interino embolsara R$ 5 milhões.

Requião e Grazziotin participam logo mais, a partir das 19 horas, no Circo da Democracia, de uma mesa redonda acerca do golpe de Estado em andamento no país. O evento ocorre na Praça Santos Andrade, em frente à escadaria da UFPR.

Os dois parlamentares defendem plebiscito para antecipar a eleição presidencial, pois, sustentam, Temer não tem legitimidade nem moral para tocar o governo.

Além de Temer, os ministros interinos José Serra (Relações Exteriores) e Eliseu Padilha(Casa Civil) também forma citados em delação premiada da Odebrecht. O primeiro recebeu propina de R$ 23 milhões e o segundo, segundo procuradores do PGR, coisa de R$ 4 milhões.

Tudo bem, os dois senadores — Requião e Grazziotin vão exigir hoje que Temer deixe já a interinidade –, mas, afinal, cadê o juiz federal Sérgio Moro e o procurador-geral da República Rodrigo Janot?


Leia mais