Grampo revela que Aécio pediu que Fernando Pimental censurasse o deputado estadual Rogério Correia

Novo grampo divulgado pela Polícia Federal revela uma conversa entre o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) e o deputado federal Gabriel Guimarães (PT-MG).




Na conversa, Aécio fala para Gabriel pedir ao governador Fernando Pimentel que censure o deputado estadual, Rogério Correia (PT-MG), conhecido por denunciar todos os esquemas de corrupção do senador mineiro, inclusive em Furnas.

O cara [Rogério Correia] já foi lá na Procuradoria, protocolou, pediu abertura de investigação”, disse o senador.

“Eu sei que é muito complicado, mas é aquela velha história: os doidos de cada lado que a gente tem que ficar administrando. Hoje, de novo, encontrou com negócio e tal, ai fica a imprensa atrás de mim. Acho que não custa o cara [Fernando Pimentel] dar uma ligada”, disse Aécio em um outro trecho da conversa.




Entramos em contato com Rogério Correia, que comentou o áudio: “Aécio Canalha! Deu o golpe com Temer, Cunha e Gilmar, e agora pede socorro ao PT, a quem chamou de organização criminosa. Ainda bem que Pimentel nunca me pediu nada para este golpista! Gabriel está em péssima companhia e muito cordato. Incrível. Ele ameaça o governador Pimentel com o seus “cachorros doidos”. Não é à toa que em Minas Gerais todos comentam que a Operação Acrônimo é uma armação da turma dele.”

Fica nítido que o Aécio Neves tem o costume de tentar censurar pessoas que fazem críticas a ele – assim como foi revelado, ontem (31/05), uma conversa entre o senador e o governador do Paraná, onde foi pedido ao Beto Richa que apagasse um vídeo de um secretário exigindo a saída do ex-governador de Minas do PSDB.