Geraldo Alckmin é hostilizado em votação

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), foi hostilizado na manhã deste domingo quando chegou ao seu local de votação. Na entrada do colégio Santo Américo um eleitor chamou o tucano de corrupto. Na saída, um outro homem protestou contra o atraso da obra de uma linha de metrô. O governador não reagiu às manifestações.

Ao chegar à seção de votação, o governador também recebeu cumprimentos e elogios. O registro do voto foi rápido, já que não havia fila de eleitores. O candidato do PSDB a prefeito em São Paulo, João Doria, acompanhou o governador.




Na saída da escola, o coordenador da campanha de Doria, Júlio Semeghini, bateu boca com o eleitor que reclamou do atraso do metrô. “Cadê o metrô, governador?”, perguntou um manifestante. “Por que não pergunta se a Dilma mandou o dinheiro?”, reagiu Semeghini.

 

Leia mais no Valor.


Leia mais