Futura ministra do Trabalho já apresentou projeto de lei contra manifestações de trabalhadores

Antes de ser indicada pelo pai ao Ministério do Trabalho, Cristiane Brasil apresentou projeto de lei que atinge em cheio as centrais sindicais.




A proposta tenta coibir abusos em manifestações, tais como violência, ameaça física e “quebradeira” de propriedades públicas e privadas. Mas restringe outras formais já tradicionais de manifestação dos movimentos sindicais, tais como ocupação de prédios públicos e a interrupção do trânsito.

Pelo texto, os grupos que se utilizem dessas práticas e recebam recursos públicos teriam os repasses suspensos por um mês e, em caso de reincidência, ficariam proibidos de receber dinheiro da União por até cinco anos.

Juliana Braga – O Globo