Fernando Holiday pode ser preso por crime eleitoral

O Ministério Público pediu inquérito policial contra o vereador eleito pelo DEM, Fernando Holiday, por ele ter feito propaganda no seu Facebook pessoal no dia das eleições, domingo, 2 de setembro.

“No dia da eleição não se admite propaganda de qualquer natureza, e ele se utilizou de seu perfil, de sua página do Facebook, pra fazer propaganda. Isso é o crime do art. 39, parágrafo quinto, inciso III, da lei das eleições (9.504/97)”, disse o promotor do caso, José Carlos Bonilha.

(Catraca Livre)

Confira outra violação de Fernando Holiday aqui.