Ex-presidente do Corinthians afirma que Itaquerão não foi presente a Lula e que o estádio não foi totalmente entregue pela Odebrecht

O ex-presidente corintiano Andres Sanchez rebateu a acusação do presidente do conselho de administração do grupo Odebrecht, Emílio Odebrecht, de que a Arena Corinthians teria sido um presente para o ex-presidente Lula em retribuição a suposta ajuda do ex-presidente Lula ao grupo.

A edição deste domingo da ”Folha de S.Paulo” traz reportagem sobre acordo de delação de Emílio, em fase de negociação, na qual fez tal afirmação.




”Dizem que [o estádio] foi dado de presente para o Lula, e o Corinthians tem que pagar um financiamento de R$ 950 e tantos milhões? Que tipo de presente é esse?”, perguntou ao blog Andres, de forma retórica, ao ser questionado sobre a declaração de Emílio Odebrecht.

Foi durante a gestão de Andres, hoje deputado federal, que o estádio foi viabilizado. O ex-presidente se mantém à frente das operações ligadas à arena, incluindo a busca por um parceiro para fechar o contrato dos ”naming rights” do estádio.

A Arena Corinthians tem protagonizado uma série de polêmicas envolvendo clube e empreiteira. Técnicos que trabalharam na obra alegam que ela ainda não foi completamente entregue e que faltam detalhes para torná-la totalmente funcional.

Leia mais no Blog do Ohata.


Leia mais