Estátua do primeiro palhaço negro do Brasil é pichada por nazista

A estátua de Benjamin de Oliveira, o primeiro palhaço negro do Brasil, foi pichada durante o fim de semana com o símbolo da suástica nazista em Pará de Minas. O registro do boletim de ocorrência foi feito neste domingo (3), pela Polícia Militar (PM). Os militares fizeram rastreamento, mas até o momento nenhum suspeito do crime foi identificado.




A estátua é patrimônio público do município em homenagem ao artista paraminense. Ela foi instalada no Parque do Bariri, no Bairro São José, em 2013. O diretor de Cultura de Pará de Minas, José Roberto Pereira, disse que todas as providências estão sendo tomadas para identificar o suspeito.

“A Prefeitura está tomando todas as providências para chegar ao autor desse ato de vandalismo. Além e depredar o patrimônio público, a pessoa cometeu crime de responsabilidade”, reforçou.

O escultor da obra, Alexandre Pinto, que também mora em Pará de Minas, lamenta o fato e fala da importância da obra para a cidade. “A palavra que mais cabe no momento é: lamentável. A pichação de qualquer obra pública já tem suas consequências. Temos um agravante, sendo o símbolo nacional socialismo alemão em cima de uma figura negra e isso não pode ser descartado. Todo preconceito tem que ser duramente repudiado pela sociedade”, destacou.

“Benjamin de Oliveira representou um cenário das artes no Brasil e achei que a homenagem que a cidade tinha era muito pequena diante da grandeza dele. Achei por bem fazer esse registro material para que as próximas gerações pudessem ter mais referências em respeito a ele”, completou o escultor.

A Secretaria de Cultura e demais órgãos envolvidos, além do próprio escultor da obra, vão estudar uma maneira de apagar o símbolo pichado na estátua.

Via G1