Em 2003, Lula, através de seu ministro do Trabalho, pediu a retirada da terceirização da pauta da Câmara

O ex-presidente Lula, através de seu ministro do Trabalho e Emprego – Jaques Wagner -, solicitou a retirada do Projeto de Lei nº 4.302, que regulamenta a terceirização irrestrita, da pauta da Câmara. O documento foi enviado a João Paulo Cunha do Nascimento, presidente da aquela Casa, no dia 19 de agosto de 2003.




O PL, que já havia sido apreciado no Senado – no ano de 2001 -, foi arquivado na Câmara e país ficou livre da terceirização irrestrita, que incluí a regulamentação das contratações de terceirizados para atividades-fins.

O fato prova que o ex-presidente Lula, em nenhum momento, apoiou ou patrocinou a o Projeto de Lei que regulamenta a terceirização irrestrita.

Porém não há bem que para sempre dure.

Colaborou: Eduardo Kogempa da Costa.