Eduardo Suplicy: Dilma Rousseff deveria fazer a defesa no Senado e olhar nos olhos de Marta

O ex-senador Eduardo Suplicy recebeu o DCM em sua casa na rua Manduri, próximo ao Shopping Eldorado.

Falou sobre a eleição municipal – é o puxador de votos do PT para a Câmara de vereadores, sobre a cidade e, especialmente, e com exclusividade, sobre a ex-esposa, Marta, candidata do PMDB à prefeitura.

Suplicy diz que, se pudesse dar um conselho à Marta, diria para ela não votar pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff.  

“Respeito a decisão dela de ter ido para o PMDB, mas daí votar pelo impeachment da presidenta, sinceramente, não acho correto”.

O ex-senador torce para que Dilma vá ao Senado fazer sua defesa.

Neste caso, gostaria que ela, olho no olho com Marta, pudesse recordar momentos em que ela, Dilma, confiou inteiramente na senadora. E então fazer a peemedebista reconhecer que se houve erros na administração não foram de má fé, nem de ilicitude, muito menos de crime de responsabilidade.

Suplicy pede que Marta reveja sua decisão. “É o que eu espero”.

Leia os trechos da entrevista no Diário Centro do Mundo.