Documento oficial aponta que Lula não esteve no Guarujá depois de 2011

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou nessa segunda-feira (3) um novo documento para provar que o petista jamais passou uma noite no Triplex do Guarujá, no litoral paulista. O Ministério Público Federal acusa o ex-presidente de ser o proprietário do apartamento.

A defesa alega que Lula esteve lá apenas uma vez, para analisar se teria interesse na compra, o que não aconteceu, segundo a versão. O documento enviado pela Secretaria Geral da Presidência da República à Justiça Federal do Paraná mostra que Lula esteve pela última vez no Guarujá no início de 2011, quando ficou hospedado em uma base militar.




A defesa ainda alega que 73 testemunhas foram ouvidas nesta ação penal e nenhuma afirmou que o Triplex é de Lula.

Segundo os advogados do petista, os documentos enviados pela Secretaria Geral da Presidência podem comprovar que ele não retornou ao Guarujá no período entre janeiro de 2011 e o ano de 2017.

O processo relacionado ao Caso Triplex está em fase adiantada. Já foram ouvidas todas as testemunhas e, neste mês, o juiz Sérgio Moro começa a interrogar os réus do processo. O ex-presidente é o último a ser interrogado.

Leia mais no Paraná Portal.