Início Notícias Dilma Rousseff usará fala de ministro de Temer que tratou impeachment como golpe

Dilma Rousseff usará fala de ministro de Temer que tratou impeachment como golpe

Na alegação final que entregará ao Senado, a defesa de Dilma Rousseff usará um compilado de declarações de rivais da petista para argumentar que o impeachment é ilegal. Entre as falas está a do advogado-geral da União da gestão Temer, Fabio Medina Osório, que em 2015 usou a expressão “golpe revestido de institucionalidade” para se referir ao processo. Também usará entrevista do algoz Eduardo Cunha, que disse que ter “livrado o país” de Dilma é uma marca da qual se orgulha.

Aliados do ministro dizem que, na entrevista, Osório falava como advogado privado sobre fatos anteriores ao mandato, o que não é o caso atual. Usando a fala, argumentam, a defesa tentará induzir senadores a erro.

Dilma ainda resiste à ideia de ir pessoalmente ao Senado fazer sua defesa, mas aliados tentam convencê-la de que a presença pode ser importante.

(Natuza Nery/Painel)


Leia também

MP-SP abre inquérito contra Alckmin por improbidade administrativa

Ministério Público de São Paulo abriu nesta sexta-feira (20) um inquérito civil para inves…