Dilma Rousseff reitera que recorrerá ao STF se o impeachment sem crime de responsabilidade for aprovado

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) perguntou à presidenta eleita porque ela não foi ao STF recorrer contra o golpe.

Dilma Rousseff respondeu que antes de ir ao STF é preciso esgotar todas as ações no Senado Federal.




A presidenta deixou implícito que a defesa recorrerá, sim, ao STF, caso o processo de impeachment sem crime de responsabilidade seja aprovado no Senado. Todos os recursos serão utilizados dentro do processo de impeachment.

Além de Dilma Rousseff, o advogado de defesa – José Eduardo Cardozo – e a senadora Vanessa Grazziotin já assinalaram que recorrerão à Suprema Corte, caso o processo termine com a presidenta cassada sem um crime de responsabilidade provado de forma cabal.


Leia mais