Dilma Rousseff: Pagando o pato

Receituário do golpe: primeiro cortaram gastos públicos a ponto de paralisar a máquina administrativa e as ações de governo; agora, aumentam impostos que pesam no bolso do povo.

É a vitória do pato. Em vez de onerar os mais ricos para salvar o país de sua própria inépcia, aumentarão impostos que o povo paga, como a Cide.





É a selvageria do golpe: cortam verbas para escolas, hospitais e remédios, mas evitam criar impostos sobre grandes fortunas e ganhos de capital.Impressiona a naturalidade com que analistas e colunistas de economia acolhem a decisão do governo de aumentar impostos, como o PIS/Cofins e a Cide.O governo golpista alega que, sem aumentar impostos, não cumprirá a meta fiscal, e muitos colunistas e analistas apenas dizem amém.

Nem parece que são os mesmos colunistas que, quando meu governo considerou a necessidade de recriar a CPMF, reagiram com indignação.

Pelo jeito, para tais “especialistas”, só governo ilegítimo e sem voto tem direito de aumentar tributos, até por decreto, como acaba de ser anunciado.

Dilma Rousseff, presidenta eleita do Brasil.