Dilma Rousseff lamenta chacina que foi fruto de misoginia, machismo e do produto tóxico ‘bolsolixol’

A misoginia mata todos os dias. Matou Isamara Filier, uma criança, outras oito mulheres e três homens.

É intolerável que o machismo encontre eco no pensamento conservador e justifique o feminicídio.




O momento é de fortalecer a política de direitos humanos para defender as mulheres da cultura do ódio e da violência pelo único motivo de serem mulheres.

Devemos defender com firmeza a Lei Maria da Penha e fazer valer a Lei do Feminicídio para que a impunidade não seja mais escusa para novas mortes.

Dilma Rousseff, presidente eleita do Brasil.