6 Delegações de países latinos se retiram durante a fala de Temer na ONU

247 – Integrantes de seis delegações – Equador, Costa Rica, Bolívia, Venezuela, Cuba e Nicarágua – se levantaram e deixaram o local onde ocorre a Assembleia Geral das Nações Unidas, na sede da entidade, em Nova York, logo que Michel Temer começou seu discurso, nesta terça-feira 20.




Os governos desses países consideraram o impeachment de Dilma Rousseff um golpe. Os presidentes de alguns países, como Venezuela, Equador e Bolívia, convocaram de volta seus embaixadores lotados em Brasília quando Temer assumiu definitivamente a presidência.

Em seu discurso, que abriu a Assembleia, como é tradicional com o presidente brasileiro, Temer disse que o impeachment foi depuração. “Não há democracia sem Estado de direito. É o que o Brasil mostra ao mundo. E o faz por processo de depuração do seu processo político”, afirmou.