Delatores afirmam que Geraldo Alckmin (PSDB) utilizou o cunhado para receber 10 milhões em caixa dois

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), recebeu mais de R$ 10 milhões da empreiteira Odebrecht em caixa dois para as suas campanhas ao Governo do Estado de 2010 e 2014, segundo a delação homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).




De acordo com os delatores, o tucano recebeu R$ 2 milhões na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes em 2010 e outros R$ 8,3 milhões quando se reelegeu, em 2014. Os valores não foram declarados na prestação de contas oficial, enviada à Justiça Eleitoral.

Ainda conforme relatado no acordo de delação premiada, parte dos repasses teria sido feito diretamente ao cunhado de Alckmin, o empresário Adhemar Cesar Ribeiro, que é irmão da primeira-dama Lu Alckmin.

Leia mais no G1.