Defesa de Dilma Rousseff pedirá quebra de sigilo do e-mail utilizado como ‘prova’ por Mônica Moura

A defesa da presidenta eleita Dilma Rousseff vai entrar com um pedido para que a Justiça quebre o sigilo do endereço eletrônico que Mônica Moura utilizou como “prova” em acordo de delação premiada com o Ministério Público.

O Google possui dados os dados que podem identificar o dia, o horário e o local de criação do e-mail.




Ainda não há data definida para o pedido, mas a iniciativa demonstra, claramente, que Dilma Rousseff não tem nada a temer.

Em se comprovando que o e-mail não foi criado, tampouco utilizado pela presidenta eleita, o MP terá muitas explicações a dar à sociedade.