De novo, de novo… Aécio e a hora de dar tchau

patyLuciana Oliveira

Desde a reeleição de Dilma Rousseff que Aécio Neves se esforça para faturar politicamente com o discurso anticorrupção.

Ele foi “o primeiro a ser comido”, não na Operação Lava Jato como profetizou em gravações com o então ministro Romero Jucá, o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, mas no tabuleiro da política.

Pela segunda vez, perdeu em Minas sô! Bão dimais!

Aecim foi o idiota útil. O PSDB abocanhou 14 das 19 prefeituras que conquistou, mas Aécio perdeu de novo em Minas e deu tchau ao sonho de concorrer à presidência da República em 2018.




Melhor que ver mirradinho o garoto propaganda do golpe, só quando for comido também pelos delatores da Lava Jato.

Quando João Dória sugeriu Geraldo Alckmin como futuro candidato a presidência, Aécio recorreu a uma invenção do PT, a escolha interna por meio do voto: “A prévia é um belo caminho e pode revitalizar o partido”, afirmou o mineiro.

Pode rir, estou rindo.

O PT, naturalmente, foi triturado nas eleições municipais, mas ainda tem seu líder disparado nas pesquisas de intenção de votos para usar a faixa que Aécio tanto deseja.

Se Lula não for preso ou assassinado, porque a história não é escrita em linha reta, porque o PSDB aproveita somente a onda azul de hipocrisia que criou, a esquerda pode retomar o poder com a força do povo.

O que não muda é que pra Aécio é hora de dar tchau!


Leia mais