Curitibanos realizam ato em solidariedade à atriz Letícia Sabatella

Aproximadamente 300 pessoas, na maioria mulheres, ativistas dos movimentos feministas PartidA Curitiba PR e ligadas à arte, à cultura e à defesa dos direitos sociais, humanos e aos direitos das mulheres, mas também dezenas de pessoas mobilizadas espontaneamente por iniciativas nas redes sociais, como o Beijaço pela Democracia – por Letícia Sabatella, participaram nesta quinta-feira (4) de um ato em solidariedade à atriz Leticia Sabatella na Praça Santos Andrade, em Curitiba.

O ato, no mesmo local em que a atriz foi agredida, no domingo passado (31) por adeptos do ódio, da intolerância e do golpe contra a Presidenta Dilma Rousseff, pode ser o palco da promoção de um manifesto de acolhida, com o carinho, respeito e com a liberdade de expressão, que a mulher, atriz talentosa e cidadã consciente Letícia Sabatella tanto merece.

Amigos e admiradores se reuniram ali, entre a escadaria do Prédio Histórico da UFPR, referência de concentração dos movimentos populares, e a tenda do Circo da Democracia, para demonstrar que a vida plena, a poesia e o encanto e a beleza de SER GENTE precisam ocupar espaço em nossa sociedade. E a música de Chico Buarque (A Geni e o Zepelim), interpretada pelas vozes dessas mulheres que tanto clamam por justiça social e por direitos, tratou de levar esse recado.

A escritora Alice Ruiz participou do ato de solidariedade na Praça Santos Andrade e sentiu toda a emoção de celebrar a poesia, o respeito e a luta popular naquele mesmo espaço em que se pretendia no domingo passado ser demarcado como território de intolerância, ofensas e preconceitos.

De São Paulo, onde encena o espetáculo “Haiti Somos Nós”, Letícia agradeceu a iniciativa das amigas e de todos que se sentiram agredidos como ela e foram à praça para expressar repúdio, mas na forma de amor e de arte. Ela enviou sua mensagem quase que em tempo real, por meio de um vídeo que foi projetado na lona do Circo da Democracia.

Uma parte do público reunido na praça participou depois de um debate promovido pelas Mulheres Pela Democracia Paraná no Salão Nobre da Faculdade de Direito da UFPR sobre a Culpabilização da Mulher pela Conduta de seu Agressor, com a presença da promotora Mariana Bazzo e da presidente da Comissão de Estudos sobre Violência de Gênero -Cevige da OAB Paraná, Sandra Lia Bazzo Barwinski.

Veja as imagens do ato na fanpage do PT-Paraná.


Leia mais