Início Destaques Com Temer, rombo nas contas públicas em junho bate recorde negativo de FHC em 2002

Com Temer, rombo nas contas públicas em junho bate recorde negativo de FHC em 2002

As contas públicas encerraram junho com um déficit de R$ 19,552 bilhões. Esse é o pior resultado para o mês desde o início da série histórica do Banco Central, em 2002. No acumulado do ano, o rombo do setor público consolidado (formado pelo governo central, estados, municípios e estatais) já é de R$ 35,18 bilhões ou 1,11% do Produto Interno Bruto (PIB), também um recorde.




O governo espera encerrar 2017 com um resultado negativo de R$ 143,1 bilhões. Em 12 meses, o número ainda está maior do que isso: o déficit acumulado é de R$ 167,2 bilhões, ou 2,62% do PIB.

O governo central (formado por Previdência Social, Banco Central e Tesouro Nacional) é responsável pela maior parte do rombo e teve um déficit de R$ 19,9 bilhões. Já estados e municípios apresentaram um superávit de R$ 240 milhões no mês. As estatais também tiveram resultado positivo de R$ 145 milhões.

Nos primeiros seis meses do ano, o governo central acumulou um déficit de R$ 54,7 bilhões. Os governos regionais e as estatais tiveram desempenho positivo no semestre, de R$ 18,9 bilhões e R$ 575 milhões, respectivamente.

Leia mais no O Globo.


Leia também

Sobre facas e facadas

A agressão sofrida pelo candidato Jair Bolsonaro é inadmissível. Parece ter sido cometida …