Com Temer e PSDB, varejo brasileiro cai como nunca caiu em 15 anos

O varejo do Brasil fechou 2016 com recorde de perdas diante de quedas acentuadas das vendas, com destaque para supermercados, movimento marcado por demanda fraca e recessão econômica.

No ano passado, as vendas varejistas caíram 6,2% sobre 2015, quando o setor terminou com queda de 4,3%. É o pior resultado da série histórica iniciada em 2001, marcando dois anos seguidos de perdas, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta terça-feira (14).




O setor de varejo do país vem enfrentando anos de recessão e confiança abalada, com o desemprego em alta afetando com força a demanda. Só em dezembro, a atividade apresentou recuo de 2,1% sobre novembro, pior resultado desde janeiro, com queda de 4,9% ante o mesmo mês do ano anterior.

Leia mais na Folha de São Paulo.


Leia mais