Início Notícias Com Temer e PSDB, rio São Francisco é transformado em ‘cemitério’ de obras paradas

Com Temer e PSDB, rio São Francisco é transformado em ‘cemitério’ de obras paradas

“Aqui eram a avenida principal e o cais onde atracavam os navios a vapor”, diz Carlos dos Santos, 39, enquanto caminha entre tijolos quebrados e pedaços de pedra.

As lembranças são de uma cidade em que ele não viveu. Carlos nasceu no mesmo ano em que a velha Remanso, município do norte da Bahia, foi inundado pelas águas do Rio São Francisco para dar lugar à barragem de Sobradinho.




Mas, com o reservatório com apenas 9,3% de sua capacidade, as ruínas da cidade velha reapareceram. E é lá que Carlos controla o fluxo de caminhões-pipa que vão abastecer casas que ficam na zona urbana da nova Remanso, hoje com 50 mil habitantes.

Os caminhões foram contratados porque o município, na beira do rio, tem problemas de abastecimento. Remanso é uma das dezenas de cidades ribeirinhas que ficaram com a construção de sistemas de distribuição de água e tratamento de esgoto pela metade –obras que fazem parte do projeto de revitalização do Rio São Francisco.

Lançado há um ano pelo presidente Michel Temer (PMDB) com a promessa de retomar estas obras, o “Plano Novo Chico” não mudou o cenário de Remanso, da vizinha Sento Sé e de outras cidades das margens do rio.

A Folha analisou a execução orçamentária das sete ações exclusivamente ligadas à revitalização. Os dados mostram queda nos investimentos em combate à erosão, obras em hidrovias, sistemas de água, saneamento e coleta de lixo nas cidades.

Em 2015, último ano de mandato da presidenta eleita Dilma (PT), o governo aplicou R$ 125 milhões nas sete ações da revitalização. No ano seguinte, quando Temer assumiu o governo em maio, o gasto caiu para R$ 96 milhões. Em 2017, de janeiro a julho, foram aplicados apenas R$ 19 milhões.

Leia mais na Folhapress.


Leia também

MP-SP abre inquérito contra Alckmin por improbidade administrativa

Ministério Público de São Paulo abriu nesta sexta-feira (20) um inquérito civil para inves…