Com a presidenta eleita Dilma Rousseff, o pré-sal teria mais uma chance

Com 292 votos a favor e 101 contra, o Projeto de Lei de autoria de senador José Serra (PSDB-SP), que autoriza as multinacionais explorarem o pré-sal, foi aprovada na noite de ontem (05).

O texto aprovado, que já passou pelo Senado, terá algumas emendas a serem analisadas na semana que vem. Após isso, Michel Temer fará a sanção o projeto.




Não há mais esperanças. O Brasil já perdeu anos de investimentos em serviços essenciais, como saúde e educação.

Tudo isso faz parte do golpe. Era preciso ter afastado a presidenta eleita para que a entrega do pré-sal se consolidasse.

O texto aprovado ontem jamais teria a sanção de Dilma Rousseff. Ela mandaria o texto de volta, sem ao menos ter o trabalho de lê-lo. E o país teria mais uma chance, pois o Congresso teria que formar maioria de dois terços para derrubar o veto.

No mais, resta aos desenvolvimentistas do país lamentarem e se prepararem, já que a entrega do pré-sal foi só o começo.