Brilha uma estrela

Não vou escrever textão à gente má que se alegra com a dor da morte em alguém, em muitos ao redor.

Escapamos de um AVC na família há pouco tempo e no auge da agonia imaginei sentir a dor dilacerante da perda.

Ontem escrevi uma frase do padre Antônio Vieira que tenho certeza apazigua a dor de Lula, parentes e amigos de dona Marisa.

“A maior façanha é saber morrer.”




E dona Marisa se despediu da vida lutando, não ao lado de um homem, mas de um povo. E não importa se todos compreenderam e gostaram do que ela fez, do que deixou.

Importa que ela viveu intensamente pelo acreditava. Não sonhou só, sonhou junto e por isso, o que sonhou tornou sonho realidade.

Com ela aprendi a lutar, a ser companheira.

Brilha uma estrela.

Luciana Oliveira, bacharel em Direito, jornalista e ciberativista de causas sociais. Blogueira progressista e membro da Comissão Nacional de Blogueiros.


Leia mais