Barroso: Nova denúncia contra Temer mostra sistema político ruim

Em palestra nesta sexta-feira (8) em Washington, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso disse que o pedido de abertura de um novo inquérito contra o presidente Michel Temer mostra que o sistema político brasileiro “opera de forma muito ruim”.




“Esse indiciamento confirma que o sistema opera de forma muito ruim, porque é um sistema no qual todos os atores relevantes enfrentam problemas. Provavelmente todos os ex-presidentes menos um enfrentam problemas”, disse Barroso, que não quis confirmar se o pedido de abertura de novo indiciamento já havia sido encaminhado para a presidente do STF, Cármen Lúcia.

“O relator vai checar as formalidades básicas e o próximo passo será mandá-lo para a Câmara dos Deputados de acordo com o procedimento constitucional estabelecido para o indiciamento do presidente”, limitou-se a dizer Barroso durante evento no Brazil Institute do Wilson Center, na capital americana.

Questionado sobre a possibilidade de prisão dos delatores da JBS, incluindo Joesley Batista, depois que o procurador-geral, Rodrigo Janot, decidiu pedir a revogação da imunidade concedida sob acordo de delação, Barroso também evitou comentar.

“Os juízes falam depois de decidir, ao fim da investigação. Quando vier para a mão, vou ter uma opinião. Agora, sou estou olhando”, disse.

Com a revogação da imunidade, haveria a possibilidade de Janot pedir sua prisão.

Leia mais no Notícias ao Minuto.