Já está tudo acertado entre PMDB e PSDB; FHC assumirá mandato ‘tampão’ em 2017

Como previsto em editoriais e artigos do Debate Progressista, Eduardo Cunha e Michel Temer foram usados pelo PSDB para que a presidenta eleita Dilma Rousseff fosse derrubada. Agora chegou a hora do principal partido do golpe assumir o poder. Interlocutores do Planalto já dão como certa a queda de Michel Temer após as delações da Odebrecht e de Eduardo Cunha.

Especula-se que o ex-ministro do STF, Nelson Jobim, deverá ser o escolhido nas eleições indiretas que devem ocorrer em 2017. Mas, segundo um dirigente do PMDB – que não quis se identificar -, o partido já entrou em acordo com o PSDB para que Fernando Henrique Cardoso assuma a presidência até o final de 2018.




Ainda segundo a fonte, FHC utilizaria a máquina para promover a campanha do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), à presidência em 2018 com todo o apoio do PMDB.

Seria o desfecho que um golpe arquitetado há alguns anos, que tinha como objetivo inicial retirar Dilma Rousseff do poder para depois derrubar seu vice. Trama que contou com alguns movimentos recém criados, que se adornaram de verde e amarelo e se muniram de panelas.

Tudo caminha para o sucesso integral do Golpe de 2016, porém, ainda resta eliminar a figura mais popular do país, o favorito para 2018, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


Leia mais