Como os ‘coxinhas’ em 2014 no Brasil, manifestantes saem às ruas da Califórnia contra a vitória de Trump

A vitória do republicano Donald Trump na eleição presidencial dos Estados Unidos provocou protestos na Califórnia, estado onde a democrata Hillary Clinton venceu a disputa.

Pelo menos 500 pessoas protestaram em campi universitários da Califórnia e em Oregon, segundo estimativas da polícia, divulgadas pela Associated Press. Alguns gritavam palavrões anti-Trump. Não houve detenções imediatas.

Outras manifestações menores nos bairros em Berkeley, Irvine e Davis e no Estado de San Jose.




Mais de 100 manifestantes foram às ruas do centro da cidade de Oakland, segundo estimativa divulgada pela Associated Press. A KNTV-TV informou que os manifestantes queimaram um boneco que representava Trump, quebraram janelas da redação da Oakland Tribune e incendiaram pneus e lixo.

A Patrulha Rodoviária da Califórnia afirmou que uma mulher foi atingida por um carro durante o protesto e gravemente ferida.

Em Oregon, dezenas de pessoas bloquearam o tráfego no centro de Portland e forçaram um atraso para os trens em duas linhas de trens de alta velocidade.

Mais cedo, antes mesmo do anúncio do resultado do pleito, um grupo de imigrantes ilegais fez um protesto em frente à Casa Branca, em Washington. Com uma faixa com as frase “Trump racista”, cerca de 20 imigrantes latinos sem documentos participaram da manifestação.

Via G1


Leia mais