Início Destaques Assembleia Legislativa de MG rejeito título de cidadão honorário a João Doria (PSDB-SP)

Assembleia Legislativa de MG rejeito título de cidadão honorário a João Doria (PSDB-SP)

Por quatro votos a dois, os deputados que integram a Comissão de Administração Pública da Assembleia Legislativa rejeitaram na tarde desta quarta-feira o título de cidadão honorário de Minas Gerais ao prefeito de São Paulo, João Doria Jr (PSDB).



O requerimento foi apresentado na semana passada pelo deputado Gustavo Corrêa (DEM) – que é suplente na comissão – e votado pelos colegas na reunião marcada para a tarde de hoje.

Votaram contra o título ao tucano Agostinho Patrus (PV), Cristiano Silveira (PT), Arnaldo Silva (PR) e o presidente da Comissão, João Magalhães (PMDB). Votaram a favor Sargento Rodrigues (PDT) e Dirceu Ribeiro (PSDB). 

 Ao se manifestar, o deputado João Magalhães afirmou que para fazer jus à homenagem, seria necessário que antes o prefeito de São Paulo “fizesse algo por Minas Gerais”. 




O documento previa que fosse encaminhado ao governador Fernando Pimentel (PT) um pedido de providências para a concessão do título. Com a rejeição, o pedido será arquivado. 

Autor do requerimento, o deputado Gustavo Corrêa disse lamentar “profundamente” a decisão dos colegas. “Não tivera o zelo de buscar a trajetória dele anterior à Prefeitura de São Paulo. Jamais me opus a conceder título a alguém. A preocupação deles é só política, só se reeleger”, afirmou o parlamentar.

De acordo com ele, João Dória já presidiu a Empresa Brasileira de Turismo (Embratur, entre 1987 e 1988), período em que ajudou o desenvolver o turismo em Minas. Além disso, já promoveu diversos fóruns com empresários da mineração no estado. “Ele estava aqui (em BH) no dia do rompimento da barragem de Mariana”, disse, referindo-se à tragédia vivida no estado em 5 de novembro de 2015.

Isabela Souto – Estado de Minas


Leia também

MP-SP abre inquérito contra Alckmin por improbidade administrativa

Ministério Público de São Paulo abriu nesta sexta-feira (20) um inquérito civil para inves…