Início Colunas Os 30 primeiros dias de Bolsonaro no Governo – Carta a um amigo Londrino

Os 30 primeiros dias de Bolsonaro no Governo – Carta a um amigo Londrino

E aí Fernando Assunção, como estão as coisas por aí na Inglaterra? Por que aqui no Brasil as coisas não estão nada fáceis…

Bolsonaro mal assumiu e as taxas de feminicídio aumentaram estupidamente em janeiro, foram mais de 100 casos registrados no Brasil, e o ano está só começando!!! Não dava para ter a ilusão de que as coisas melhorariam, isso meu amigo, não é torcer contra, é somente fazer uma análise de conjuntura baseado em todas as entrevistas de Bolsonaro, de todo fake news de sua campanha eleitoral, e claro ao tratamento dado por ele às mulheres. Além disso, quando ele escolheu Damares Alves, uma senhora totalmente desconectada da realidade brasileira para ser Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, acendeu o alerta em mim do que estaria por vir. Está difícil escrever essa carta, pois quanto mais escrevo mais a tristeza me envolve como um manto grosso e cheio de espinhos nesse calor sufocante que faz no Brasil.

Saindo do feminicídio e indo para os Direitos trabalhistas, lembro do Ministério do trabalho, que sempre foi o guardião dos direitos trabalhistas e que deixou de existir para se tornar uma pasta do Ministério da Justiça, agora eu imagino a MOROsidade desses processos, se antes um processo trabalhista já levava muito tempo para chegar em seu veredito, imagina agora.

E a flexibilização das leis ambientais? O Bolsonaro falou em indústria da multa no IBAMA?????? Será que o Crime da Vale em Brumadinho-MG  irá fazê-lo voltar atrás e deixar os funcionários do Ibama e do ICMBio trabalharem em paz?

E por falar em ministério Fernandinho, quando olhamos toda a equipe escolhida por Bolsonaro as coisas pioram: o Ministro Chefe da Casa Civil envolvido em caixa dois, esse já pediu desculpas né!? E foi perdoado por Moro; o Ministro da Economia sendo investigado por fraudes contra fundos de pensão e fundos de investimentos em valores que podem chegar a mais de R$ 1 bilhão; O Ministro da Ciência e tecnologia acusado de ser sócio oculto de uma empresa quando era militar da ativa – militares não podem ser sócios de empresas. A Ministra da Agricultura, investigada por conceder incentivos fiscais à JBS quando era secretária estadual de Desenvolvimento Agrário e Produção de Mato Grosso do Sul, na mesma época em que arrendou para si uma propriedade ao grupo; O ministro da Saúde, investigado por fraude em licitação, tráfico de influência e caixa 2 no contrato para implementar um sistema de informatização na saúde em Campo Grande, no período no qual foi secretário; e o Ministro da Justiça que responde a diversos processos disciplinares no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Entre eles estão: vazamento para a imprensa da delação premiada de Antonio Palocci; a divulgação da conversa gravada entre a então presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula; a aceitação do convite para se tornar ministro da Justiça do presidente eleito Jair Bolsonaro, diante da revelação que o convite fora feito ainda durante a campanha eleitoral; a interferência indevida de Moro para impedir o cumprimento de um habeas corpus que determinava a soltura de Lula, em julho passado; viagem ao exterior patrocinada por entidade privada (Lide) para participar de evento a convite de João Doria.

E os deputados do PSL que sempre bateram no comunismo, mas foram visitar a China para conhecer mais de suas tecnologias……

Além disso, por acaso você sabe onde anda o Queiroz? De fato nós sabemos, pois até entrevista ele já deu, quem não sabe ou finge não saber é a Justiça Brasileira que até agora não se preocupou em pegar seu depoimento, o que poderia esclarecer a movimentação suspeita na conta corrente de um dos filhos de Bolsonaro e o que é mais perturbador, o possível envolvimento da Família Bolsonaro com as Milícias do Rio de Janeiro.

Entramos em fevereiro e estamos envoltos à Reforma da Previdência, que vem para tirar ainda mais direitos trabalhistas, socializar a miséria e impedir do trabalhador de se aposentar. Não bastou a Reforma Trabalhista que aumentou a precarização, riscos de acidentes no ambiente de trabalho e o aumento da violência contra mulher já debatido em meu texto anterior (http://www.debateprogressista.com.br/pastora-damares-e-o-inicio-da-republica-de-gilead/).

E para finalizar ainda tem a esquerda brasileira que em seus cinquenta tons de vermelhos não consegue se entender,  enfraquecendo ainda mais nossa luta pelos trabalhadores e trabalhadoras de todo Brasil.

Sim meu amigo, a coisa aqui não está fácil. Mas pelo menos aqui temos Futebol, Samba e Carnaval. E por falar em futebol, Vasco venceu o Fluminense novamente no campeonato carioca com a ajuda do árbitro.

Wallace Ouverney
Diretor da Secretaria de Formação Politica do Sindipetro-ES desde 2015, Diretor Estadual CTB-ES e membro da Associação Cultural José Martí(ACJM/ES). 


Leia também

Pastora Damares e o início da República de Gilead

A Pastora Damares,  Ministra da Mulher, Família e Diamantes (ops, Direitos Humanos) escolh…