Após tentar anistia do caixa dois, Câmara tenta livrar alvos da Lava Jato outra vez

Após a tentativa de livrar alvos da Lava Jato envolvidos em caixa dois, a Câmara prepara mais uma. O projeto que altera a Lei de Repatriação, cujo texto foi distribuído a líderes nesta terça (27), permite a inclusão de condenados por crimes como lavagem e sonegação entre os beneficiários. Pela regra atual, eles não podem aderir ao programa, que legaliza recursos mantidos fora do país. Caso o texto seja aprovado, basta que o valor a ser repatriado não seja o objeto da condenação.




Um apartamento fruto de sonegação que resultou em condenação não poderá ser legalizado, mas, se além disso a pessoa tiver uma conta na Suíça, o dinheiro fica livre para o programa, diz um deputado.

As alterações foram discutidas com integrantes do Planalto e com Rodrigo Maia (DEM-RJ). A intenção, de acordo com parlamentares, é dar segurança jurídica a quem aderir ao programa e alavancar a arrecadação com os recursos repatriados.

(Natuza Nery – Painel)


Leia mais