Advogado ‘caucasiano’, ‘limpo’ e ‘cheiroso’ oferece banana a uma funcionária da Azul Linhas Aéreas

Um homem, cuja identidade não foi divulgada, foi preso por cometer crime de racismo no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na manhã desta sexta-feira (4). De acordo com o UOL, o advogado discutiu com uma atendente da Azul Linhas Aéreas e, em seguida, retirou uma banana de sua mochila e entregou a uma funcionária.



O caso foi denunciado pela colaboradora, negra, à Polícia Federal (PF) por volta das 7h20. O acusado já havia embarcado e os agentes contaram com a ajuda de outros passageiros, que serviram de testemunha, para localizar o homem e efetuar a prisão, em flagrante.

A publicação destaca que o advogado foi levado para a Superintendência da PF em Belo Horizonte e depois encaminhado para a Polícia Civil de Vespasiano. A polícia disse que as testemunhas também foram chamadas para confirmar a versão prestada no aeroporto.

A Azul “informa que já está prestando assistência à sua tripulante e que não vai comentar o caso para não atrapalhar o inquérito policial”.

Via Notícias ao Minuto