A Veja não te contou: Moro ordena apresentação de lista de moradores e visitantes do triplex do Guarujá

O juiz de primeira instância Sérgio Moro atendeu a solicitação dos advogados que representam Luiz Inácio Lula da Silva e determinaram ao síndico do condomínio Solaris, no Guarujá, que apresente os registros de entrada e saída do ex-presidente e da ex-primeira-dama Marisa Letícia, eventuais imagens do casal no local, gravadas pelo circuito de segurança.

Também a pedido da Defesa de lula, o juiz requereu a relação de todos os moradores do edifício desde 2009 e os nomes dos prestadores de serviços do prédio.





Em ofício encaminhado ao síndico, Mauro de Freitas, novamente para atender a demanda dos defensores do ex-presidente, Moro solicitou a relação de ações de cobrança do condomínio movidas contra o Grupo OAS, o verdadeiro proprietário do apartamento tríplex da cobertura, aquele que os procuradores federais afirmam ser “propriedade oculta” de Lula.captura_de_tela_2017-04-06_as_20.48.32

Todos esses pedidos servem para que a Defesa acumule mais uma prova de que Lula não é nem nunca foi proprietário do imóvel no Guarujá. O trecho da petição em que os advogados de Lula oficiam Moro quanto as demandas em questão pode ser visto na imagem.

Alguns órgãos de imprensa, no entanto, por má-fé ou imperícia, noticiaram as determinações de Sérgio Moro, sem, no entanto, informar seus leitores que os pedidos partiram exatamente da Defesa de Luiz Inácio Lula da Silva.

É o caso da revista Veja. Em reportagem intitulada “Moro cobra registros de visitas de Lula à cobertura no Guarujá”, a má-fé ou a imperícia se revela do título ao último parágrafo, sempre dando a entender que teria sido iniciativa de Moro ou dos procuradores a busca pelos dados do condomínio, tentando, assim, levar o leitor ao erro.

Via Lula