Procuradores pedem ajuda a movimentos anti-Dilma

Autor do projeto 10 Medidas Contra a Corrupção, que tramita no Congresso, o Ministério Público Federal tem recorrido às mesmas associações, federações e movimentos de rua que mobilizaram a sociedade civil pelo impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

Os braços estaduais do órgão têm ativamente procurado as entidades que eles consideram ser capazes de pressionar deputados a aprovar as 10 Medidas, incluindo lideranças estaduais dos grupos MBL (Movimento Brasil Livre) e Vem Pra Rua.

A Folha apurou que as procuradorias em cada Estado estão mapeando entidades de interesse em seus territórios e convidando-as para reuniões com membros do Ministério Público Federal dentro dos prédios do órgão. Não há relatos de grupos de esquerda entre os convidados.




Dos grupos com que o Ministério Público entrou em contato, pede-se o mesmo trabalho feito para afastar a presidente petista: ações na internet, protestos de rua e pressão sobre parlamentares.

As 10 Medidas, que conseguiram a assinatura de mais de 2,5 milhões de apoiadores, tramitam na Câmara como projeto de iniciativa popular.

Leia mais na Folha de São Paulo.


Leia mais