Início Notícias Reforma trabalhista: presidente do Senado suspende sessão no plenário e apaga as luzes

Reforma trabalhista: presidente do Senado suspende sessão no plenário e apaga as luzes

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), anunciou pouco depois das 12h desta terça-feira, 11, a suspensão da sessão no plenário aberta para votar a reforma trabalhista. O anúncio foi feito por Eunício em pé, já que a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) não desocupou a cadeira da presidência mesmo com a chegada do peemedebista ao plenário.




Por volta do meio-dia, o plenário já contava com 46 senadores presentes e a reforma já podia ser votada, mas o tumulto causado pelo protesto de oposicionistas impediu o prosseguimento da sessão. Ao anunciar a suspensão, Eunício recebeu apoio de senadores governistas e reação negativa dos parlamentares da oposição.

As luzes do plenário foram apagadas, na tentativa de cessar a confusão. Mas senadoras da oposição continuaram ocupando as cadeiras da mesa do Plenário. Durante a confusão, profissionais de imprensa e de assessorias parlamentares foram proibidas de entrar no plenário do Senado

Eunício havia chegado ao Senado pouco depois das 11h para a sessão de votação da reforma trabalhista. Mas a cadeira da presidência não foi desocupada pelas senadoras da oposição, que se revezam na presidência da Casa: Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Fátima Bezerra. Eunício passou, então a conversar com vários senadores da oposição atrás da mesa diretora do Senado. 

Via Notícias ao Minuto, com informações do Estadão Conteúdo.


Leia também

Os 30 primeiros dias de Bolsonaro no Governo – Carta a um amigo Londrino

E aí Fernando Assunção, como estão as coisas por aí na Inglaterra? Por que aqui no Brasil …